IEI Brasil prepara livro sobre eficiência energética, geração distribuída e os impactos para o consumidor - IEI - International Energy Initiative - Brasil
15731
post-template-default,single,single-post,postid-15731,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-13.5,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive

IEI Brasil prepara livro sobre eficiência energética, geração distribuída e os impactos para o consumidor

renewable-1989416_1920

Eficiência energética e geração distribuída renovável podem parecer assuntos distantes do dia a dia das pessoas, mas a difusão dessas duas práticas pode ter impacto direto na tarifa de eletricidade que você paga em casa. Esse é um dos alertas do livro que a International Energy Initiative (IEI) Brasil elabora. Contendo oito capítulos, a publicação é construída com base em um relatório de pesquisa da ONG, produzido entre 2016 e 2017. O financiamento da pesquisa é feito pelo Instituto Clima e Sociedade (iCS) e o do livro pelo Procobre – Instituto Brasileiro do Cobre.

Sete pesquisadores da IEI Brasil estudaram a estrutura do setor elétrico brasileiro e a composição e formação da tarifa de eletricidade para medir os impactos que o aumento da aplicação da eficiência energética e da geração distribuída provocarão nas esferas ambiental, econômica e técnica. O foco do livro é explicar como e porque a disseminação da eficiência energética – que reduz o consumo de eletricidade e a sobrecarga no sistema em determinados períodos do dia – e da geração distribuída – por meio da qual é possível gerar energia em sua própria casa – afetam a tarifa do consumidor final. A publicação também analisa novos modelos de negócio para o setor, buscando fontes de comparação com as experiências de outros países.

Por ter esse enfoque, a publicação se enquadra em uma produção de divulgação científica voltada tanto para ONGs, ambientalistas e pesquisadores, quanto, principalmente, para os consumidores. “Estamos tomando o cuidado de fazer a transposição da linguagem acadêmica para uma linguagem que seja acessível a um público amplo, composto por pessoas que não são necessariamente especialistas nas áreas tratadas pelo livro, e que possa estabelecer conexões com o cotidiano do consumidor”, explica Gabrielle Adabo, jornalista responsável pela adaptação e revisão do livro.

Para o diretor executivo da IEI Brasil, Gilberto Jannuzzi, uma publicação voltada para público em geral se mostra importante em um cenário em que as novas tecnologias de energia têm possibilitado a inserção do consumidor como parte proativa do sistema energético.

“Isso ocorre especialmente com aquelas tecnologias relacionadas com geração de eletricidade e modulação de sua própria demanda. Por isso, é importante que esse consumidor entenda melhor os novos papéis que ele pode assumir e que pode influenciar preços e condições de suprimento. É importante também que ele perceba sua relação cada vez mais complexa com a rede, com os demais consumidores e geradores de energia”, afirma Jannuzzi.

Sergio Valdir Bajay, um dos pesquisadores da IEI Brasil que atuou na pesquisa, avalia que neste século tem ocorrido uma difusão significativa de fontes renováveis de energia elétrica em diversos países.

“Essas mudanças todas estão ocorrendo devido a novas posturas proativas dos consumidores frente ao seu consumo energético, ao rápido barateamento de várias inovações e a políticas públicas de fomento a fontes renováveis de energia e de redes inteligentes, além da utilização de recursos distribuídos de energia — como geração distribuída, armazenamento de energia, veículos elétricos e gerenciamento da carga elétrica”, analisa Bajay.

Além dos exemplares físicos, o livro terá uma versão digital que será disponibilizada para download gratuito. Acompanhe aqui no site e nas nossas redes sociais mais novidades sobre a publicação:

No Comments

Post A Comment